Foto Afora Viaja Para Conhecer

Um dia na Ilha do Mel – PR

DSC_05788

Em janeiro de 2017 eu completei um ano de trabalho real oficial e finalmente chegou a hora de tirar minhas primeiras férias! Eu tinha planejado esperar até maio para tirar 30 dias, mas como janeiro era um mês em que todos lá em casa estariam de férias resolvi sair dez diazinhos. E valeu muito a pena!

Passei todos esses dez dias no Paraná. Eu e minha família ficamos hospedados em Curitiba e fizemos tudo a partir de lá, conhecemos um pouquinho mais da cidade, viajamos para Morretes pela linda estrada da Graciosa, visitamos o Cânion Guartelá, revemos nossos amigos de Telêmaco Borba e conhecemos a Ilha do Mel.

A Ilha do Mel foi o primeiro destino que escolhi quando saí de férias. Sempre ouvi falar de lá e ainda não tinha tido a oportunidade de conhecer. Mas com tudo isso na programação, não deu tempo de ficar muitos dias em um só lugar, por isso, passamos só um dia na Ilha do Mel. E aproveitamos cada minutinho, viu?

COMO CHEGAMOS

Para chegar na Ilha você tem duas opções: partindo do Pontal do Paraná ou Paranaguá. O acesso é feito de barco de um desses pontos. Não há como chegar lá de outra forma. Nós pesquisamos bastante e vimos que o caminho mais perto de Curitiba e que levava menos tempo até a Ilha era saindo do Pontal do Paraná. O primeiro barco saia às 8 horas da manhã. Então, acordamos bem cedo para pegar logo o primeiro barco com destino a Ilha. Saímos de Curitiba entre 6h30 e 7h da manhã e chegamos ao Pontal do Paraná às 8 horas.

Quando chegamos lá, paramos no primeiro estacionamento que encontramos. O que foi uma sorte. Porque os outros estavam com um preço muito maior. E lá, descobrimos um outro caminho que nos agradou muito mais: a lancha. Estávamos certos de que iríamos de barco até a Ilha, mas quando nos falaram que a lancha era muito mais rápida e mais barata, escolhemos essa opção. Pagamos R$ 40,00 por pessoa. Ida e volta. O estacionamento oferece uma vã até o local onde pegamos a lancha e em alguns minutos você está na Ilha. A nossa lancha inclusive, teve uma co-piloto especial: a Sardinha, uma cachorrinha que foi encontrada por um marinheiro e que ama passear pelo mar.

A Ilha do Mel é muito grande e possui quatro pontos turísticos de destaque: o Forte, Brasília, o Farol e Encantadas. Por isso, é importante você saber onde quer conhecer. Principalmente se for passar pouco tempo como eu. Até porque o acesso à Ilha é feito por dois extremos, o trapiche (local onde desembarcamos) em Brasília ou em Encantadas. Eu já sabia que queria ir para o Farol, então desembarcamos em Brasília.

DSC_0435P_20170116_094645_BF_pDSC_0442

O FAROL

Quando decidi que iria conhecer a Ilha do Mel fiquei em dúvida sobre qual lugar ir primeiro. Mas pesquisando melhor não tive dúvida, o Farol era o lugar!

Ao desembarcarmos em Brasília paramos para usar o banheiro e comprar água, na única lojinha que tem por ali. E se quer uma dica amiga, aí vai: compre água (se você não tiver levado). Você terá um longo caminho pela frente. Eu não tenho muito senso de localização, mas confesso que não foi difícil chegar ao nosso destino. Nós seguimos uma trilha cheia de placas, daquelas bonitinhas sabe? Claro que parei várias vezes para tirar fotos.

Naquele dia estava muito calor. Eu que não sou acostumada fazer caminhadas, então cansei bastante. Mas foi muito divertido. Passamos por várias lojinhas e pousadas legais. Anotamos o nome de algumas para uma próxima vez. Seguindo as placas nós chegamos a escadaria que dava acesso ao farol. A parte mais difícil para mim foi subir todos aqueles degraus. Mas quando cheguei lá em cima valeu muito a pena. A vista é linda demais! E  de lá tirei as melhores fotos. Quando descemos já estava na hora do almoço, e claro, hora de ir a praia!

DSC_04980DSC_0575DSC_05599DSC_0532

PRAIA DE FORA

Depois de conhecer o Farol eu estava certa de que conheceria a Praia do Farol. Mas não. Conhecemos a Praia de Fora. E é linda.

Já estávamos cansados depois de andar a manhã inteira (e subir muitos degraus). Então, logo que descemos do Farol, vimos que do lado da trilha que estávamos ficava a Praia de Fora. E decidimos ir para lá mesmo. Chegamos e alugamos guarda-sol e cadeiras. A moça que nos atendeu foi super simpática e trabalhava em um dos restaurantes por ali, onde acabamos almoçando. A comida (petiscos no meu caso) era maravilhosa.

Ficamos a tarde inteira ali. A praia estava super vazia (talvez pelo fato de ser uma quarta-feira). Durante todo o dia fez sol e aproveitamos ao máximo nosso dia na Ilha do Mel. Já posso riscar da listinha conhecer – uma parte – dessa Ilha incrível. Foi um dia para me desligar do mundo e aproveitar a vida. Que está aí para ser vivida, não é mesmo? Seja no Forte, em Brasília, no Farol, em Encantadas ou onde você quiser, apenas viva.

DSC_0488DSC_0498P_20170116_134104_1_BF_pDSC_0529

Se você leu o post até aqui e pretende visitar a Ilha do Mel, eu tenho algumas dicas importantes:

Pesquise bastante sobre a Ilha e os principais pontos que você quer conhecer. É um lugar muito grande, mas se você tiver disposição consegue conhecer um pouco de cada cantinho;

– Vá confortável. Aliás, essa é uma dica para a vida: viva confortável.  É meu lema a partir de agora;

– Na Ilha não tem caixa eletrônico, e por mais que a maioria dos lugares aceite cartão é sempre bom levar uma graninha extra;

– Lá não tem farmácia também. Eu como uma pessoa prevenida sempre ando com uma bolsinha de remédios. É muito útil. Leve band-aid também. (É sério);

– Não se esqueça de levar protetor solar e repelente. (Essa dica nem precisava né?);

E por último, mas não menos importante: desligue-se do mundo. Na Ilha não tem sinal de celular, aproveita esse momento ao máximo com as pessoas que estão perto de você!

É isso pessoal! Espero que vocês tenham gostado da minha experiência na Ilha do Mel. Contei todos os detalhes porque adoro um detalhe! Se vocês quiserem mais posts assim comentem aqui ou mandem uma mensagem lá no instagram do Foto Afora (@fotoafora). E se você já conheceu a Ilha me conta como foi. Vou adorar saber! <3

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

You Might Also Like

No Comments

Leave a Reply